Publicado por: pongpesca | 2010/01/15

Pescadores de Almada querem porto na margem Sul

“Os pescadores da zona de Almada, distrito de Setúbal, querem um novo porto de pesca, mas a secretaria de Estado responsável não garante a sua construção, apesar de considerar que é possível até porque existem apoios.

O presidente da delegação do Sindicato dos Trabalhadores da Pesca do Sul na Costa de Caparica, Lídio Galinho, disse à agência Lusa que os actuais portos disponíveis para as embarcações da zona de Almada não têm condições, nomeadamente em situações de mau tempo.

«A frota é frágil e está dispersa por vários portos pequenos e precários», explicou Lídio Galinho, sublinhando que, «na prática, há 150 embarcações à deriva».

«É imperiosa e urgente a construção de um porto de pesca na margem sul. Tanto mais urgente quanto o tempo piora, e as previsões meteorológicas não são nada optimistas», argumentou.

«Sempre que há previsões de mau tempo, como agora, os barcos de maiores dimensões desta margem do Tejo vão passar uns dias à doca espanhola [a Doca da Rocha de Conde de Óbidos], entre Alcântara e o Cais do Sodré, porque a Trafaria não tem condições», acrescentou.

Neste momento, os pescadores utilizam «um ancoradouro sem quaisquer condições, em vez de um porto, e uma lota obsoleta e provisória, que pertence à Docapesca».

Em entrevista à Lusa, o secretário de Estado da Agricultura e Pescas, Luís Vieira, garantiu «total disponibilidade do Ministério», sublinhando, porém, que «essa terá que ser uma decisão conjunta, envolvendo várias entidades».

«Estamos a contactar com o Instituto Portuário e dos Transportes Marítimos para encontrar uma solução articulada que resolva os problemas destes pescadores», afirmou.

«Embora não possa dizer se vai ou não ser construído um porto, a solução é possível, até porque o Programa Operacional da Pesca contempla um fundo para a modernização das infra-estruturas portuárias», referiu.

Desde 2004, sustentou Lídio Galinho, que se aguardam desenvolvimentos sobre a construção de um porto para os pescadores.

«Ganhando forma, este porto não serviria apenas as embarcações de Almada, seria um pólo de desenvolvimento», disse à Lusa o sindicalista.”

Fonte: Sol – 15 de Janeiro de 2010


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: