Publicado por: pongpesca | 2010/04/28

Tanto mar, tanta água

“Há 20 anos os desígnios de Portugal eram dois: o mar e as indústrias criativas. Depois Michael Porter repetiu o diagnóstico. Em 2010 o futuro chegou e cumpre-se como farsa. Não é grave: é o destino. A revolução industrial demorou um século a chegar a Portugal. A indústria criativa e a do mar talvez demore menos tempo. Queremos, mas não sabemos. Portugal é míope: confunde “clusters” com pirilampos.”

Ver artigo completo aqui

Fonte: Jornal de Negócios – Fernando Sobral – 27 de Abril de 2010

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: