Publicado por: pongpesca | 2015/09/22

QUOTAS DE PESCA – ESPECIALISTA DEFENDE NA FUNDAÇÃO GULBENKIAN QUE PESCA SUSTENTÁVEL PODE GERAR MAIS BENEFÍCIOS ECONÓMICOS | Sexta, 25 de setembro, 11horas, sala 2

fishing“Aniol Esteban, biólogo e especialista em economia do ambiente, vem à Fundação Gulbenkian apresentar o Modelo Bio Económico das Frotas Europeias (BEMEF – Bio-Economic Model of European Fleets) desenvolvido pela New Economics Foundation (com o apoio do UK Branch da Fundação), sobre os benefícios económicos da pesca sustentável. Este especialista defende que Portugal conseguiria “mais benefícios económicos se atribuísse maiores quotas de pesca às embarcações que dão mais emprego, e têm menos impactos ambientais”. Para Aniol Esteban, o país pode concretizar este potencial económico, se estabelecer um plano de gestão de pesca ambicioso que leve a uma rápida recuperação dos recursos.

O BEMEF é o primeiro modelo que avalia os impactos económicos da redistribuição das quotas de pesca pelas diferentes frotas da UE através de critérios económicos e ambientais (criação de emprego, consumo de combustível, lucros e esforço de pesca), uma melhoria face ao atual modelo, que se baseia apenas nos dados históricos de capturas e por isso beneficia as frotas maiores e menos ecológicas. Foi desenvolvido ao longo de dois anos para ajudar os Estados-Membros a melhorar a gestão das pescas, e assim assegurar a sustentabilidade dos stocks de peixe, um bem público de livre acesso.

Nesta apresentação, Aniol Esteban analisará também os atuais padrões de consumo de peixe na Europa e falará sobre o trabalho em curso para identificar os Estados-Membros que estão a atrasar a recuperação dos stocks de peixe na Europa ao encorajarem limites à pesca acima dos recomendados pelos cientistas.

A pesca é particularmente importante em comunidades litorais como Peniche e Nazaré, onde se centram vários projetos apoiados pela Iniciativa Gulbenkian Oceanos. Esta atividade económica permite-nos usufruir de um dos muitos benefícios dos ecossistemas marinhos – a provisão de alimentos.

A Iniciativa Oceanos da Fundação Gulbenkian tem como objetivo melhorar o conhecimento científico e a perceção pública e política dos oceanos enquanto ativos estratégicos para o desenvolvimento económico sustentável e para o bem-estar humano. Neste âmbito, promove também a aplicação das ciências económicas ao estudo e gestão das atividades da designada Economia do Mar. O UK Branch da Fundação Calouste Gulbenkian apoia ONGs britânicas a melhor comunicarem o papel dos oceanos no bem-estar humano através da vertente “Valuing the Ocean”.

Para mais informações contactar Catarina Grilo, da Iniciativa Gulbenkian Oceanos (cgrilo@gulbenkian.pt) ou Inês Ribeirinho, do Serviço de Comunicação da Fundação Calouste Gulbenkian (21 782 3480 | iribeirinho@gulbenkian.pt).”

Mais informações aqui.

Fonte: Fundação Calouste Gulbenkian – 17 de setembro de 2015

Ver artigos relacionados aqui e aqui.

Anúncios

Responses

  1. […] Ver artigos relacionados aqui e aqui. […]


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: