Publicado por: pongpesca | 2016/04/12

Revista de Marinha – Março/Abril 2016

 

logo_style1cp_rm990“Em cada número da vossa revista temos feito foco num tema; na segunda revista do ano tem sido norma eleger as “Pescas, Aquicultura e Atividades Relacionadas”, e assim se fará neste número.

O consumo per capita de peixe em Portugal é de cerca de 60 kg/ano, só ficando atrás do consumo da Islândia. É algo de positivo, pois médicos e nutricionistas gabam regularmente as qualidades do peixe, considerado um alimento mais saudável do que a carne. Contudo, este grande consumo de peixe obriga a vultuosas importações e origina uma balança de pagamentos neste setor muito deficitária.

A vasta ZEE sob jurisdição portuguesa poderia sugerir que seria fácil aumentar o volume de capturas, mas não é assim. A nossa ZEE é um “vasto deserto”, pois o peixe só existe em abundância nas zonas baixas, com profundidades iguais ou inferiores a 200 m (plataforma continental, na acepção geológica), ou seja, numa estreita faixa junto à costa. Por outro lado, nas nossas águas a produção de plâncton, de que o peixe se alimenta, é razoável, mas inferior a outras áreas, como no Norte da Europa.”

De salientar que este número da Revista de Marinha conta com um artigo assinado pelo Coordenador da PONG-Pesca, Gonçalo Carvalho.

Consultar versão para divulgação em formato digital aqui.

Adquirir a versão digital integral da revista aqui.

Subscrever a versão em papel da revista aqui.

Fonte: Revista de Marinha


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: