Publicado por: pongpesca | 2019/01/07

Pesca do arrasto afecta áreas marinhas protegidas

Drewry“Uma investigação desenvolvida em 727 Áreas Marinhas Protegidas (AMP) definidas pela União Europeia (UE) concluiu que em tais áreas ocorre uma elevada intensidade de pesca do arrasto, considerada uma das mais prejudiciais para a sustentabilidade das espécies, conforme se refere num artigo recentemente publicado na revista Science.
Numa nota sobre a investigação, que incidiu sobre duas espécies consideradas sensíveis – raias e tubarões -, a revista refere que em 59% das AMPs analisadas verifica-se pesca de arrasto industrial para fins comerciais e com uma intensidade 1,4 vezes superior à que se verifica em áreas marinhas não protegidas.”

Ver artigo completo aqui.

Aceder a artigo científico aqui.

Fonte: Jornal de Economia do Mar, 27 de dezembro de 2018

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: