Publicado por: pongpesca | 2019/07/09

Os tubarões e as raias estão a ficar com a corda ao pescoço

logo_publico“Mais de 600 exemplares marinhos emaranhados, entrelaçados ou presos em plástico. Foi a este número (que pode muito bem ser mais alto) que uma equipa de investigadores da Universidade de Exeter, no Reino Unido, chegou ao fazer um balanço da quantidade de elasmobrânquios (subclasse de peixes cartilagíneos, com mais de mil espécies já identificadas), nomeadamente de tubarões e raias, que já ficaram presos em algum tipo de resíduo plástico proveniente de fontes terrestres ou resíduos de actividades piscatórias.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Público, 5 de julho de 2019


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: