Descubra os mistérios dos oceanos numa sala de aula interativa em Ocean School“Criado pelo National Board Film do Canadá e pela Universidade de Dalhousie, parceria com o Ocean Frontier Institute, Ocean School promete ser uma experiência inovadora de aprendizagem online acerca da vida nos nossos oceanos.

O website combina tecnologias utilizadas no âmbito da educação com técnicas de storytelling de modo a imergir o utilizador no mundo da cultura e das ciências do oceano. Interagindo com, por exemplo, com vídeos 360 e realidade aumentada, quem visitá-lo poderá ser digitalmente transportado para uma autêntica viagem marítima.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Sapo, 17 de setembro de 2019.

“Fish populations are declining around the world, and many countries are trying to conserve them by regulating their fishing industries. However, controlling fishing locally may not do enough to strengthen fish populations. Often one nation’s fish stocks depend on the spawning grounds of a neighboring country, where fish release eggs and sperm into the water and larvae hatch from fertilized eggs.

We do research on oceans, climate and fisheries. In a recent study, we showed that global fisheries are even more tightly connected than previously understood. The world’s coastal marine fisheries form a single network, thanks to the drift of larvae along ocean currents.”.

Ver artigo completo aqui.

Fonte: The Conversation, 18 de setembro de 2019.

Publicado por: pongpesca | 2019/09/19

Sete coisas que não sabe sobre os oceanos

Sete coisas que não sabe sobre os oceanos “Qual é o verdadeiro pulmão do planeta? Quão dependentes estamos dos oceanos? Estamos a proteger bem os ecossistemas marinhos? Karen Sack, ativista dos oceanos com mais de 25 anos de experiência em organizações não-governamentais, esteve à conversa com a SÁBADO à margem do Encontro “Futuro do Planeta”, coorganizado pela Fundação Francisco Manuel dos Santos e pela Fundação Oceano Azul, e desvendou alguns mistérios e mitos que envolvem a maior massa de água do planeta Terra. “Se tivessemos de renomear o nosso planeta ele deveria chamar-se de Oceano porque perfaz 70% da mesma”, apontou a ativista”.

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Sábado, 13 de setembro de 2019.

Scientists from the Central Caribbean Marine Institute doing some coral gardening“Cayman Islands is the coastal home to 119,605 km2 of national waters that includes the deepest area of the Caribbean Sea (known as the Cayman Trench— at approximately 25,216 feet below sea level), hundreds of dive sites, 60 species of coral and more than 500 fish species. The beauty and diversity of the three islands’ marine environment has earned it multiple awards for Best Overall Dive Destination in the Caribbean and more than $69 million in marine-related tourism income (Wolfs Company, 2017).”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Forbes, 17 de setembro de 2019

Nikiforuk-PaulyMinisterFish.jpg“Daniel Pauly, one of the world’s leading fishery scientists, has spent decades documenting global overfishing. We profiled him Friday on The Tyee.
In the last 60 years, globalization has transformed largely sustainable, small-scale local fishing enterprises into something very different.
Now “largely corporate-owned and controlled” fleets subsidized by taxpayers roam the world’s oceans, depleting fish stocks either legally or illegally, Pauly says.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: The Tyee, 16 de setembro de 2019

A machine taking sediment samples as part of deep-sea mining operations off the PNG coast. “The “total failure” of PNG’s controversial deep sea mining project Solwara 1 has spurred calls for a Pacific-wide moratorium on seabed mining for a decade.
The company behind Solwara 1, Nautilus, has gone into administration, with major creditors seeking a restructure to recoup hundreds of millions sunk into the controversial project.
The Solwara 1 project (Solwara is pidgin for ‘salt water’) planned to mine mineral-rich hydrothermal vents, formed by plumes of hot, acidic, mineral-rich water on the floor of the Bismarck Sea. But the project has met with fierce community resistance, legal challenges, and continued funding difficulties.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: The Guardian, 15 de setembro de 2019

“A Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia dos Açores, após auscultar os parceiros do sector, procedeu à revisão dos tamanhos mínimos de várias espécies piscícolas, nomeadamente do Alfonsim (Beryx splendens), Boca-Negra (Helicolenus dactylopterus dactylopterus), Garoupa (Serranus spp.) e Veja (Sparisoma cretense).
Uma portaria publicada hoje, 12 de Setembro, em Jornal Oficial determina que o tamanho mínimo de captura passa a ser de 35 centímetros para o Alfonsim e de 30 centímetros para o Boca-Negra, a Garoupa e a Veja.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Agricultura e Mar, 12 de setembro de 2019

Publicado por: pongpesca | 2019/09/17

9 Facts About One of Earth’s Most Vital Habitats

Seagrass“It’s the world’s perfect lawn: lush, green, and doesn’t need commercial fertilizer.
Seagrass—underwater plants that form dense beds extending for miles—play host to animals ranging from scallops and fish to crabs and shrimp, all of which are vital to marine ecosystems and many coastal businesses. These saltwater grasslands also provide services from erosion control to absorbing pollutants that run off land.
More than 70 seagrass species span the globe, with most found in clear water in shallow areas of bays, lagoons, and estuaries. Unfortunately, these habitats are disappearing due to threats that include coastal development, pollution, disease, warming waters, trawls, dredges, and careless boaters.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Pew Charitable Trusts, 9 de setembro de 2019

logo_publico“Uma equipa de investigadores da Universidade de Aveiro (UA) demonstrou que nanomateriais preparados a partir de biopolímeros extraídos de algas têm a capacidade de remover alguns poluentes da água.
Segundo a equipa de investigação, os biopolímeros extraídos de fontes naturais, como é o caso das algas abundantes no litoral nacional, podem ser “enormes aliados” na remoção de poluentes da água difíceis de eliminar nas estações de tratamento, como antibióticos e outros fármacos, herbicidas e ainda corantes orgânicos utilizados pela indústria.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Público, 12 de setembro de 2019

An aerial view of Cape Kamenjak in Croatia.“Europe’s marine wildlife sanctuaries are no more than “paper parks” that are failing to protect the seas, a report from conservationists has said.
European seas, from the North East Atlantic ocean to the Adriatic, are in a “poor condition”, with coastal states failing to meet targets to protect marine wildlife, a report by WWF has concluded.
Under EU law, coastal states are obliged to create marine protected areas to protect specific species or habitats. The report found that only 1.8% of Europe’s seas are covered by marine protected areas, with management plans. “This effectively makes them paper parks,” WWF said in a statement on its report that assessed progress in the EU’s 23 coastal states.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: The Guardian, 11 de setembro de 2019

Resultado de imagem para portal participa“Pedido de licença para a imersão de 42.000 m3 de dragados de Classe 1 e de Classe 2 nos termos da Portaria n.º 1450/2007, de 12 de novembro, no Espaço Marítimo Nacional, no âmbito das dragagens de manutenção das cotas de serviço do Porto de Pesca Costeira de Aveiro.pedido de licença para a imersão de 42.000 m3 de dragados de Classe 1 e de Classe 2 nos termos da Portaria n.º 1450/2007, de 12 de novembro, no Espaço Marítimo Nacional, no âmbito das dragagens de manutenção das cotas de serviço do Porto de Pesca Costeira de Aveiro.”

Participação até 02/10/2019.

Ver documentos e participar na consulta pública aqui.

Fonte: Participa

“Cinco Organizações Não-Governamentais de Ambiente, ANP/WWF, FAPAS, GEOTA, LPN, SPEA, pedem mais investimento na Conservação da Natureza. Um país como Portugal, rico em biodiversidade, em que a natureza é um fator diferenciador para a economia local e para a imagem do território, não pode deixar de investir na proteção da Natureza. O próximo Governo tem que colocar a proteção das espécies e habitats à frente dos interesses económicos imediatos, das empresas petrolíferas e mineiras, das decisões fáceis, do turismo de massas e da agricultura intensiva.”

Ver comunicado completo aqui.

Fonte: SPEA, 13 de setembro de 2019

Sustainable Fisheries Partnership“Sustainable Fisheries Partnership (SFP) is a dynamic global nonprofit whose mission to engage and catalyze global seafood supply chains in rebuilding depleted fish stocks and reducing the environmental impacts of fishing and fish farming. SFP improves access to information to guide responsible seafood sourcing, and enhances the ability of seafood companies and partners to influence government fisheries policies and management practices to improve fisheries. To learn more, visit www.sustainablefish.org.”

Ver proposta aqui.

Fonte: Sustainable Fisheries Partnership, Setembro de 2019.

“No Mar Báltico, a proliferação de algas que absorvem o oxigénio está a matar os peixes. Os especialistas acreditam que o fenómeno se deve aos nutrientes do estrume líquido das explorações de gado que chega ao mar, através dos rios. Na Dinamarca, os pescadores estão desesperados.”

 

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Euronews, 9 de Setembro de 2019.

Sem Título.pngNos últimos anos, a equipa em que Eduardo Sampaio está integrado, coordenada por Rui Rosa, tem estudado os comportamentos e a fisionomia dos polvos. “Temos a tendência para pensar na inteligência animal como uma pirâmide em que nós estamos no topo e depois vai descendo para primatas, outros mamíferos, répteis. Mas neste caso temos umas ‘amêijoas’ que perderam a concha e que têm uma capacidade de lidar com o ambiente e de mudar a sua decisão conforme os desafios que o meio lhes apresenta”, diz o investigador.

 

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Público, 9 de Setembro de 2019.

Ocean warming is changing the relationship coastal communities have with the ocean“Climate change has made record-breaking heatwaves all the more likely, both on land and beneath the ocean’s surface. As the world’s ocean sucks up carbon dioxide from the atmosphere—as well as most of the additional heat being trapped by global warming—it is undergoing some significant changes.

Marine heatwaves—prolonged periods of unusually warm ocean temperatures—are one of those changes. These extreme temperatures are increasing in frequency around the globe and wreaking havoc on marine ecosystems.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Phys.org, 11 de setembro de 2019.

“Cientistas, empresários e decisores de 12 países vão participar numa conferência em Tavira que aborda a inteligência e o bem-estar dos peixes e outros animais aquáticos, assim como as questões éticas em torno da sua captura.

As implicações da inteligência e consciência destes animais no futuro da aquacultura e das pescas é um dos temas em foco no encontro, que acontece até esta sexta-feira, em Pedras d’el Rei, Tavira, disse à Lusa João Saraiva, investigador e organizador do encontro.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Postal, 11 de setembro de 2019.

“Nada menos que 10 mil beatas apanhadas na costa da Califórnia valeram a Taylor Lane, em 2017, um prémio internacional. Não as beatas propriamente ditas, mas a criatividade de as usar para construir uma prancha de surf, artigo que submeteu a concurso, respondendo ao desafio de apresentar uma solução para o reaproveitamento de materiais vulgarmente tratados como ‘lixo’.

 Desse projeto desenvolvido pelo designer industrial acabaria por nascer um outro, com Ben Judkins, operador de câmara. Os dois americanos tomaram a seu cargo o The Cigarette Surfboard, que levou mais longe a ideia das pranchas feitas com os restos dos cigarros, e à boleia do qual viajam, promovendo de caminho ações de sensibilização.”.

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Expresso, 11 de setembro de 2019.

logo_publico“O Tribunal de Justiça da União Europeia (TJUE) declarou esta quinta-feira que Portugal falhou na declaração de 61 sítios como zonas especiais de conservação, conforme exigido pela Comissão Europeia no âmbito da directiva Habitats.
Segundo um comunicado, num acórdão proferido esta quinta-feira, o TJUE declara que Portugal não designou “como zonas especiais de conservação 61 sítios de importância comunitária reconhecidos pela Comissão nas suas Decisões, o mais rapidamente possível e num prazo máximo de seis anos a contar da data de adopção dessas decisões”.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Público, 5 de setembro de 2019

 

Fonte: Rádio Comercial

Publicado por: pongpesca | 2019/09/10

Campanha de crowdfunding | 9 Ilhas, 1 Livro

“A PHOTO NARRATIVE EDUCATION & BOOK PUBLISHING PROJECT
Riding strong waves, with the rain and the wind against their faces, Azorean fishers hold fast to a way of life that celebrates their connection to the sea.
We draw from shared projects and research to create this collection of powerful stories and images providing a window into the lives and the future of the wild fish and fishing communities.
Proceeds from book sales will support Azorean communities – help make the book a reality”

Apoiar esta campanha de crowdfunding aqui.

Mais informações aqui.

A seahorse sheltering is meadow of common Eelgrass“Acres of underwater seagrass meadows are to be restored off the Welsh coast to tackle climate change.
A million seeds of the “wonder plant” have been gathered from existing meadows and will be planted over 4.9 acres at Dale Bay in Pembrokeshire.
Conservationists say it will be the UK’s biggest seagrass restoration – after 92% of it has been lost over the last 100 years.
Experts say seagrass acts as a “nursery for a wide variety of marine life”.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: BBC News, 4 de setembro de 2019

Plastic waste strewn on Djulpan beach“Further evidence that plastic does not discriminate as it spreads across the planet: the marine conservation organisation Sea Shepherd said it is washing up in large quantities on a remote Australian beach.
Sea Shepherd joined Indigenous rangers in picking up more than seven tonnes of marine plastic pollution on a two-kilometre stretch of Djulpan beach, in northeastern Arnhem Land.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: The Guardian, 6 de setembro de 2019

Publicado por: pongpesca | 2019/09/09

ICES newsletter | September 2019

iceslogoPode consultar o último número da newsletter do CIEM/ICES aqui.

Consultar números anteriores aqui.

image“Samba Lahy recalls the time when, as a young man, he used to go fishing with his parents off the coast of Tampolove, one of the fishing villages dotting the southwestern coast of Madagascar. Every time his family returned from the sea, their long and narrow canoe would be filled to the brim with fish. But things have changed.
Mr. Lahy, now with a family of his own, has seen his catches dwindle. As a result, like others in Tampolove, he can no longer rely on fishing as his main source of income. His story sounds familiar to many, in scores of fishing villages around the world.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: UN Environment, 9 de setembro de 2019

Trawler 1“The European Commission has adopted a proposal for fishing opportunities for the commercially most important fish stocks in the Baltic Sea for 2020.
The Commission proposes to increase catches for herring in the Gulf of Riga and maintain the levels for salmon in the Gulf of Finland. For the remaining stocks (central, western and Gulf of Bothnia herring, plaice, sprat, eastern and western Baltic cod), a reduction in catches is foreseen.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: EU today, 30 de agosto de 2019

Supporting communities in East Africa with co-management approaches to fisheries“Blue Ventures has collaborated with the University of Rhode Island’s Coastal Resources Center and the Western Indian Ocean Marine Science Association (WIOMSA) to develop a new guide on the co-management of fisheries and coastal environments by local communities and government. This guide aims to provide support and advice to the growing number of communities in Kenya and mainland Tanzania who are taking an interest in managing their local marine resources.”

 

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Blue Ventures, 22 de Maio de 2019.

“New research showed that there is evidence of tuna spawning inside the large marine protected area of the Phoenix Islands in the Pacific nation of Kiribati.  The research conducted by MIT and the Woods Hole Oceanographic Institution points to evidence that marine protected areas (MPAs) can play a critical role in protecting adult fish, including highly migratory species such as tuna, during spawning.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: SeafoodSource, Agosto de 2019.

“Job summary:
One research Fellowship(s)  for  master degree  is(are) open at the FCiências.ID – Associação para a Investigação e Desenvolvimento de Ciências, for the project “ReefNets- Using ecological networks to predict marine ecosystem responses to human threats” (PTDC/BIA-ECO/28687/2017), financed by national funds by FCT / MCTES (PIDDAC) under the Programme All Scientific Domains, under the following conditions […]”

 

Ver condições de candidatura aqui.

Fonte: The Researcher’s Mobility Program, Agosto de 2019.

Publicado por: pongpesca | 2019/09/05

Maior Área Marinha Protegida do Atlântico Quase Oficial

“Os mais de 440.000 km2 de mar que rodeiam a Ilha de Ascensão, um dos ecossistemas oceânicos mais imaculados e bio diversificados do mundo, estão prestes a ser oficialmente protegidos.

(…)

No dia 24 de agosto, o governo da Ilha de Ascensão anunciou planos para converter as suas águas nacionais em área marinha protegida e, dois dias depois, o governo do Reino Unido revelou que ia dedicar 7 milhões de libras (7.6 milhões de euros) à conservação marinha.”.

Ver artigo completo aqui.

Fonte: National Geographic, 2 de setembro de 2019.

Governo Regional comprometido com a preservação dos oceanos“A cerimónia de inauguração da escultura intitulada ‘Plastic Mero’ da autoria de Bordalo II, um dos mais populares artistas visuais portugueses do momento, realizou-se esta tarde, na praça CR7.

“Muito satisfeito” com a inauguração da segunda obra do conceituado artista na Madeira (a primeira, um lobo-marinho, foi inaugurada no Dia dos Oceanos, em Câmara de Lobos), Miguel Albuquerque começou por agradecer a todos os cidadãos, em particular aos pescadores, que “têm colaborado na estratégia do Governo Regional de limpeza da costa e do nosso mar”, “património singular e único” da Região.””.

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Dnoticias.pt, 2 de setembro de 2019.

imagem“Na semana em que se comemora o 38º aniversário da Reserva Natural das Berlengas (3 de setembro), é lançada a App Life Berlengas, que convida a uma visita virtual a este arquipélago único. A aplicação gratuita foi desenvolvida pelo projeto Life Berlengas. Coordenado pela Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA), o projeto visa restaurar e proteger o ecossistema do arquipélago.

“Com esta App, qualquer pessoa pode ter as Berlengas no bolso,” diz Joana Andrade, coordenadora do projeto Life Berlengas e do Departamento de Conservação Marinha da SPEA. “E se for visitar a ilha, tem informação na App sobre o que lá pode encontrar, tanto em termos de infraestruturas e pontos de interesse, como em termos de aves, plantas, lagartixas… e até da própria história da ilha.””.

Ver comunicado aqui.

Fonte: SPEA, 3 de setembro de 2019.

Carlos, o “O “Codfather” açoriano que dominava a pesca na costa dos Estados Unidos foi banido da indústria da pesca comercial, na sequência de um acordo alcançado com o regulador federal. Carlos A. Rafael terá que pagar uma multa de 3 milhões de dólares (€2,7 milhões) depois de ter chegado a um acordo com o regulador, a Administração Nacional do Oceano e da Atmosfera.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Sábado, 21 de agosto de 2019

Resultado de imagem para diario da republica“O programa do XXI Governo Constitucional estabeleceu a aposta no mar como um desígnio nacional sustentado na preservação do capital natural e na valorização dos serviços dos ecossistemas marinhos, cuja concretização passa pela definição de uma rede ecologicamente coerente de áreas marinhas protegidas, enquanto instrumento fundamental na proteção da vida marinha e no apoio à gestão sustentável das diferentes atividades da economia azul.”

Ver Resolução do Conselho de Ministros aqui.

Fonte: Diário da República, 29 de agosto de 2019

Publicado por: pongpesca | 2019/09/04

A Grande Barreira de Coral está em “muito mau” estado

logo_publico“A Grande Barreira de Coral, na Austrália, está em “muito mau” estado devido às alterações climáticas, ao excesso de pesca e à desflorestação das zonas costeiras, afirmou esta sexta-feira num relatório a Autoridade do Parque Marinho da Grande Barreira de Coral (GBRMPA, na sigla em inglês), responsável pela protecção deste recife. Como o estatuto de protecção deste ecossistema baixou para o mais baixo possível, refere-se ainda que tal pode comprometer o estatuto da Grande Barreira como Património da Humanidade.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Público, 30 de agosto de 2019

Governo proíbe louça de plástico de utilização única na restauração“Os estabelecimentos do setor de restauração e bebidas e os do comércio a retalho vão ser proibidos de disponibilizar louça de plástico de utilização única, de acordo com uma portaria publicada, esta segunda-feira, em Diário da República.
“A presente lei determina a não utilização e não disponibilização de louça de plástico de utilização única em todos os estabelecimentos, outros locais e atividades não sedentárias do setor da restauração e/ou de bebidas e no comércio a retalho”, pode ler-se no diploma.”

Ver artigo completo aqui.

Ver diploma aqui.

Fonte: Notícias ao Minuto, 2 de setembro de 2019

“Acabar com a sobrepesca ajuda a garantir as “populações de peixes vitais” para o futuro, mas também representa uma ação de emergência para combater as alterações climáticas, segundo um estudo divulgado esta segunda-feira.
De acordo com a organização Our Fish, as conclusões do relatório oferecem aos governos da União Europeia uma “oportunidade realista de tomar ações imediatas e efetivas contra as alterações climáticas, além de cumprir a sua obrigação legal de finalmente acabar com a sobrepesca”.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Jornal de Notícias, 2 de setembro de 2019

Publicado por: pongpesca | 2019/09/03

At G7, U.K. Urges Increase in Global Ocean Protections

Penguins in kelp forest“It’s rare that a world leader could make significant news at a major summit without drawing media attention, but that’s exactly what happened this week at the Group of 7 (G7) meeting in Biarritz, France.
During remarks at the close of the summit, British Prime Minister Boris Johnson said that the Aichi targets—goals set nearly a decade ago as part of the United Nations’ Strategic Plan for Biodiversity—must be “replaced with new, more ambitious targets to help us get back the biodiversity that this planet is losing, and has lost.””

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Pew Charitable Trusts, 29 de agosto de 2019

 Jeff Rotman / Alamy Stock Photo “Ending overfishing would not only secure vital fish populations for the future, but constitutes a significant climate emergency action, according to a report published today. According to Our Fish, the report’s findings offer EU governments a realistic opportunity to deliver immediate and effective action on dangerous climate change, as well as meeting their legal obligations to finally quit overfishing.
The working paper, Ending Overfishing Can Mitigate Impacts of Climate Change, by Dr Rashid Sumaila and Dr Travis Tai of the University of British Columbia, finds that “overfishing and climate change are not mutually exclusive problems to be addressed separately,” as both are severely impacting ocean health, and putting marine ecosystems and the goods and services they provide to communities at risk.”

Ver comunicado completo aqui.

Ver relatório aqui.

Fonte: Our Fish, 2 de setembro de 2019

cplm-2 sem fundo.png“Realiza-se este ano em Setúbal a 2ª Conferência Portuguesa sobre Lixo Marinho e Microplásticos.
​Esta conferência está principalmente focada em soluções positivas para os plásticos e na redução do lixo marinho e conta com contributos de diversos stakeholders que integram painéis de debate sobre políticas e sensibilização, economia e sociedade, e investigação e desenvolvimento de soluções inovadoras. Inclui ainda um workshop de investigação sobre distribuição e efeitos dos microplásticos.”

Mais informações aqui e aqui.

Inscrições aqui.

Fonte: APLM

“O presidente da Câmara Municipal de Óbidos reuniu, em Junho, com os pescadores e mariscadores da Lagoa de Óbidos. Em cima da mesa estiveram a criação de mais uma zona para análises biológicas aos bivalves e a criação de um espaço de aquacultura natural para servir de “maternidade” para os bivalves.”

 

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Óbidos Diário, 30 de agosto de 2019.

“A ABAE – Associação Bandeira Azul da Europa está a recrutar na área de assistência a projetos de Educação Ambiental.”

Ver requisitos aqui.

Fonte: ABAE, agosto de 2019.

1 Açores Atlantis_Peregrinus Studio_resultado“Os Açores vão receber uma expedição inédita: a Açores Atlantis 2019. Em setembro e outubro, especialistas mundiais irão navegar ao largo desta ilhas portuguesas promovendo a responsabilidade ambiental e o respeito pelas espécies marinhas, em prol da harmonia do oceano. Promovida pela plataforma Oceans and Flow, esta expedição vai arrancar no próximo mês de setembro, no grupo ocidental do arquipélago dos Açores, com cinco grandes ações.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Volta ao Mundo, 28 de agosto de 2019.

Publicado por: pongpesca | 2019/08/29

Smart boats show promise to lower fishery monitoring costs

“Cheap cameras, low-cost sensors, further-reaching data transmission networks and rapidly improving artificial intelligence algorithms have the potential to both reduce the cost of catch monitoring and increase profitability for fishermen.

It’s a new world of fishing that the Environmental Defense Fund is pursuing with its Smart Boat Initiative, first announced in March 2019. The initiative aims to benefit both fish and fishermen by leveraging technology to document activities on deck, gather data about oceanographic conditions, and connect fishermen with buyers – even while they’re still on the water.”.

Ver artigo completo aqui.

Fonte: SeafoodSource, 27 de agosto de 2019.

 

“Uma equipa de investigadores do Centro de Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental (CIIMAR) tem vindo, ao longo dos últimos quatro anos, a participar numa expedição internacional no Oceano Ártico que acompanha as alterações nos diferentes ecossistemas.

Foi em 2016 que a equipa de investigação do CIIMAR, centro da Universidade do Porto sediado em Matosinhos, participou, pela primeira vez, no programa internacional de monitorização do Ártico liderado pelo Instituto Polar Norueguês (NPI) – o MOSJ — Environmental Monitoring of Svalbard and Jan Mayen — que decorre há cerca de 20 anos.”.

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Observador, 28 de agosto de 2019.

“Five in six beaches and waterways inspected as part of a nationwide litter survey are not considered clean enough to meet European standards.
A study of 42 areas across the country by business group Irish Business Against Litter (IBAL) has found that only 1 in 6 were deemed “clean to European norms”
A further 14% were classified as ‘littered’ or ‘heavily littered’, when beaches, harbours, rivers and their immediate environs were monitored by the Environmental Education Unit of An Taisce this summer.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: The Journal, 26 de agosto de 2019

Resultado de imagem para national geographic“The nearly 170,000 square miles of ocean around Ascension Island, one of the world’s most pristine and biodiverse ocean ecosystems, will soon be officially protected.
From the surface, Ascension Island—a tiny volcanic outpost in the middle of the Atlantic Ocean between Brazil and the west coast of Africa—looks remote and isolated.
But the small island is perched on the summit of a 10,000-foot underwater volcano in the mid-Atlantic ridge, one of the world’s longest mountain ranges.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: National Geographic, 26 de agosto de 2019

Sailors work to contain damage from an oil spill, on Guarello Island in Patagonia, Chile“Forty thousand litres of diesel oil has been spilled into the sea in a remote and pristine area of Patagonia, Chile’s navy confirmed on Sunday.
The spillage occurred in the Chilean section of Patagonia – a region that encompasses the southern tip of South America and spans both Chile and Argentina.
A statement from the Chilean navy said it received a call from the mining company CAP on Saturday reporting the spill at the terminal of Guarello island, about 1,740 miles (2,800km) south of Santiago, Chile’s capital.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: The Guardian, 27 de agosto de 2019

“Two of Eastern Canada’s largest shellfish fisheries – snow crab and lobster – have performed well so far in 2019.
The snow crab fishery – which mostly wrapped up at the end of June – saw solid prices and strong demand for its products, despite the continued suspension the Marine Stewardship Council’s certification that started in March 2018. Lobster – which recently had a season start on Prince Edward Island – has also seen positive landings and sales partially buoyed by the ongoing trade war between the U.S. and China.
“The fishing is going well, it’s been a good season so far,” Geoff Irvine, the executive director of the Lobster Council of Canada, told SeafoodSource.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Seafood Source, 26 de agosto de 2019

Publicado por: pongpesca | 2019/08/27

Mako sharks get new protections from trade

Resultado de imagem para national geographic“A proposal to strengthen protections for both shortfin and longfin mako sharks, hunted for their meat and fins, was adopted today after a 102-40 secret ballot vote at the global wildlife trade summit. The vote still needs to be finalized at the plenary session at the end, when all appendix change proposals passed in committee are officially adopted.
The proposal, debated at this year’s CITES Conference of the Parties, lists mako sharks under Appendix II, meaning that they can’t be traded unless it can be shown that fishing wouldn’t threaten their chances for survival.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: National Geographic, 25 de agosto de 2019

Older Posts »

Categorias

%d bloggers like this: