transferir-1“I was truly encouraged by the number of visits to the Stock Assessment and Harvest Strategies explained in a simple way (Part 1) blog post of Dr. Ian Knuckey very didactic videos.  So here is the final lot of 6 videos.

The stock assessment and harvest strategy determination is key for sustainability, and is no way that the assumptions are going to be right, without the full collaboration and the insider’s knowledge of industry. I wish that this message was understood by many more (particularly the DWFN). But we will get there either by reason… or force”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Francisco Blaha – 23 de novembro de 2016

Ver artigo relacionado aqui.

Publicado por: pongpesca | 2016/12/05

FARNET Magazine n°14 – Autumn 2016

farnet-magazine14Pode consultar o último número da revista do FARNET aqui.

Consultar números anteriores aqui.

Fonte: FARNET – 28 de novembro de 2016

Publicado por: pongpesca | 2016/12/02

10 Razões para acabar com a sobrepesca na Europa

10reasonsfactsheetportuguese2

“Nas águas europeias, o peixe e as pescas têm desempenhado um papel importante na história, cultura e bem-estar das comunidades locais ao longo dos séculos. No entanto, este recurso renovável tem sido sobre-explorado durante décadas, levando a graves consequências para os ecossistemas marinhos.

A gestão das pescas na União Europeia tem melhorado nos últimos 15 anos, mas os limites de pesca estabelecidos pelos ministros das pescas da UE são ainda muitas vezes fixados em níveis superiores aos aconselhados pelos cientistas. Isto impede os Europeus de obter muitos dos benefícios que poderiam obter de pescas e stocks de peixe sustentáveis.

A Política Comum das Pescas (PCP) reformada da União Europeia (UE), que entrou em vigor no início de 2014, exige um fim à sobrepesca em 2015, se possível, e, o mais tardar até 2020. É fundamental restabelecer os stocks de peixe para níveis sustentáveis através da gestão baseada na ciência, não só porque a lei assim o exige, mas também porque vai ajudar a assegurar um ambiente marinho saudável para as gerações vindouras.”

Consultar ficha informativa aqui.

Ver artigo relacionado aqui.

Fonte: Pew Charitable Trusts – 10 de setembro de 2016

Ver artigos relacionados aqui e aqui.

Saber mais sobre a campanha aqui.

 

“On December 5th, members of the Fisheries Committee of the European Parliament will have their only chance to vote this year to make a huge improvement to the way the European fishing vessels are regulated when fishing abroad. It is a vital opportunity to make sure that the EU’s fleet, one of the largest in the world, meets the highest standards for accountable, transparent and sustainable fishing.”

Ler artigo completo aqui.

Fonte: WHOFISHESFAR

 

5616“When I was in Senegal in 2003, the few Chinese vessels fishing along the coast from Mauritania to Liberia were unseaworthy rust-buckets, existing off what licences they could cadge. Then in the past five years shining new trawlers appeared on the horizon, churned out by subsidised Chinese shipyards, earning their owners handsome subsidies if they travel outside China, where they run on subsidised fuel and exploit subsidised freight rates to get their frozen cargo back home. There seem to be unlimited funds available to buy licences to fish in ways that are far from transparent – and which have long been exploited by other Far East fleets and resourceful members of the European Union.”

Ler artigo completo aqui.

Fonte: The Guardian –  15 de novembro de 2016

Ver artigo relacionado aqui.

3000

Facial recognition software is most commonly known as a tool to help police identify a suspected criminal by using machine learning algorithms to analyze his or her face against a database of thousands or millions of other faces. The larger the database, with a greater variety of facial features, the smarter and more successful the software becomes – effectively learning from its mistakes to improve its accuracy.

Now, this type of artificial intelligence is starting to be used in fighting a specific but pervasive type of crime – illegal fishing. Rather than picking out faces, the software tracks the movement of fishing boats to root out illegal behavior. And soon, using a twist on facial recognition, it may be able to recognize when a boat’s haul includes endangered and protected fish.

Fonte: The Guardian, dia 20 de novembro 2016

Artigo completo aqui

e20161129_img-pub-ipma“Foi publicado, o nº 13 da série digital dos Relatórios Científicos e Técnicos do IPMA.

Aquacultura multi-trófica integrada em tanques de terra da autoria de: Maria Emília Cunha, Hugo Quental-Ferreira, Laura Ribeiro, Márcio Moreira, Florbela Soares, Miguel Caetano e Pedro Pousão Ferreira

Resumo
A aquacultura multi-trófica integrada (Integrated Multi-Trophic Aquaculture, IMTA) combina o cultivo de animais que necessitam do fornecimento de alimento para crescerem com organismos que utilizam a matéria inorgânica e orgânica, criando um sistema de produção equilibrado do ponto de vista ambiental.”

Ver mais informações aqui.

Ver relatório completo aqui.

Fonte: IPMA – 26 de outubro de 2016

e20161129_mero-1“Na sequência das experiências de repovoamento previamente realizadas pelo IPIMAR desde 2001, o IPMA vai proceder à libertação de 150 meros (nome científico Epinephelus marginatus) na costa Sul do Algarve entre Quarteira e Armação de Pêra.

Os meros produzidos e criados na Estação Piloto de Piscicultura de Olhão (EPPO) do IPMA estão identificados com uma marca amarela numerada, tem entre 3 e 4 anos de idade, pesam entre 700g e 2Kg (média 1,3kg) e medem entre 35 e 48cm (média 41cm).”

Ver mais informações aqui.

Fonte: IPMA – 24 de novembro de 2016

e20161129_fisc%20orla%20maritima%20pm%20pvarzim%20e%20vconde_alterada“O Comando-local da Polícia Marítima da Póvoa de Varzim/Vila do Conde desenvolveu no passado sábado, dia 26 de novembro, uma ação de fiscalização dirigida à pesca lúdica na orla marítima, com incidência nos molhes dos portos de pesca, locais onde esta atividade é proibida.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Autoridade Marítima Nacional – 28 de novembro de 2016

transferir“Part of the idea behind this blog was to provide information on different aspects of fisheries since it involves so many areas from social sciences to engineering, via economics and enforcement just to name a few! But one of the more “obscure” areas to make accessible is Fisheries Biology and Stock Assessment… which are key ingredients in the complex recipe of Fisheries Management.

I have never actually met Ian Knuckey, even if we have a lot of acquaintances and colleges in common and have done work for the same organizations, so when I came across his excellent series of 12 videos explaining some aspects of the biology and population dynamics of fish, fisheries data, fisheries stock assessments, harvest strategies and fisheries economics. I contacted him to ask him if I could post about them, to which he kindly agreed.

I liked the videos a lot and watched them with my science-savvy kids (11 and 14) so I relate totally to the introduction the 1st fisherman does. Ian and the production team manages to get rather obscure concepts into plain language, without loosing accuracy, and that is awesome. Furthermore, the fact that he uses real-life examples and local fisherman (from Australia- hence the accents are a bonus!), add to the “right to the point” feeling of the “lessons.””

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Francisco Blaha – 21 de novembro de 2016

Publicado por: pongpesca | 2016/11/28

EUMOFA Monthly Highlights – 10 / 2016

f9c0e0bb-842d-4a9e-a8cc-3f771f967a03

Pode consultar o último número da newsletter do EUMOFA aqui.

Consultar números anteriores aqui.

Fonte: EUMOFA – 23 de novembro de 2016

turtle

Ver relatório aqui.

Fonte: Oceana – novembro de 2016

Publicado por: pongpesca | 2016/11/25

PONG-Pesca promove debate sobre Aquicultura

Publicado por: pongpesca | 2016/11/24

5 Reasons for Hope on World Fisheries Day 2016


Despite major challenges facing our oceans, fishing communities around the world can be thriving and abounding in fish within our lifetimes. Improving management and practices can lead to healthier oceans that in turn support more fish in the water, more food for communities and improved livelihoods for fishermen.

Ler artigo completo aqui.

Fonte: Environmental Defense Fund – 21 de novembro de 2016

Publicado por: pongpesca | 2016/11/24

Social Partners’ Agreement becomes EU Directive

logoOn 13 October the Council approved a directive which gives legal effect to an agreement between EU social partners (Cogeca, ETF and Europêche) in the maritime fisheries sector. The social partners’ agreement enables the ILO work in fishing Convention of 2007 to be applied within the EU.

Ver artigo completo e vídeo aqui.

Ler artigo relacionado aqui.

Fonte: European Council of the European Union – 13 de outubro 2016

i5555eThis issue of The State of World Fisheries and Aquaculture aims to provide objective, reliable and up-to-date data and information to a wide range of readers – policy-makers, managers, scientists, stakeholders and indeed all those interested in the fisheries and aquaculture sector.

Ver o Relatório aqui.

Visitar a página SOFIA aqui.

Fonte: FAO – Food and Agriculture Organization

 

6cf433eb-ca4a-4d3a-a999-42e2d69e71d7

Alessandra Vanzella-Khouri, the UNEP-CEP SPAW officer and the Caribbean  Marine Protected Area Management (CaMPAM) founder,  and Dr. Georgina Bustamante, the Coordinator of CaMPAM, were both awarded with the prestigious Fred M. Packard International Parks Merit Award for Outstanding Service in Furthering the Objectives of Protected Areas for Society.

The award is in recognition for their extraordinary dedication to advancing marine protected areas (MPA) across the Caribbean for nearly 20 years and blazing a trail for regional MPA management networks. Their CaMPAM, developed under the framework of UNEP’s Caribbean Environment Programme and its SPAW (Specially Protected Areas and Wildlife) Protocol is the first network of its kind worldwide.

Artigo completo aqui

Fonte: Ther Caribbean Environment Programme,

20161122_wtobanfisheriessubsidies_v2“The United States and 12 other countries pledged on Wednesday to start World Trade Organization negotiations to ban fishery subsidies, particularly those that contribute to overfishing and overcapacity or are linked to illegal fishing.

The countries said in a joint statement issued on the eve of a major oceans conference in Washington that 31 percent of the world’s fisheries were operating at biologically unsustainable levels, with 58 percent at maximum levels with no room to grow.”

Ver mais informações aqui.

Fonte: Reuters – 14 de setembro de 2016

e20161122_sandgrains.jpg

“”Sandgrains” é um documentário sobre a crescente decadência do setor das pescas em Cabo Verde, motivada pelos acordos internacionais que estão a penalizar o setor a nível local.
A história começa a ser contada por “Zé” um habitante da Ribeira da Barca, na ilha de Santiago, que volta a Cabo Verde depois de alguns anos emigrado na Suécia.”

Mais informações aqui.

20161122_marinha-tartaruga-comum-660x330“A Marinha Portuguesa em colaboração com o Centro de Reabilitação de Animais Marinhos de Quiaios (CRAMQ) devolveu esta semana ao oceano duas tartarugas-comuns (Caretta caretta) e dois gansos-patola (Morus bassanus).

Esta operação decorreu a bordo da Lancha de Fiscalização Rápida Centauro, que se encontra em comissão na Zona Marítima do Sul, que se deslocou cerca de 15 milhas para sul da costa algarvia, procurando as melhores condições para consumar a devolução das tartarugas e dos gansos-patola ao seu habitat natural..”

Ver notícia completa aqui.

Fonte: Revista Actual | Agricultura e Mar – 18 de novembro de 2016

Publicado por: pongpesca | 2016/11/22

“Conversa Capital” com a ministra do Mar

20161122_conversasrtp_ministradomar_anapaulavitorino

“Os jornalistas Rosário Lira, da Antena1, e Celso Filipe, do Jornal de Negócios, entrevistam Ana Paula Vitorino.

Mais dinheiro para o sector da pesca
Nesta entrevista à Antena1 e ao Jornal de Negócios, a ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, anunciou que acabou de dar despacho a uma linha de crédito de 8,5 milhões de euros para empresas de pesca e aquacultura.”

A entrevista: aqui

Fonte: RTP Noticias – 20 de Novembro de 2016

sem-titulo

A WWF em Portugal e a Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal (EHT Setúbal) juntaram-se na organização de uma Mesa Redonda sobre Consumo Sustentável de Pescado em Portugal que irá decorrer no próximo dia 24 de novembro (5ª feira) na sede da EHT, em Setúbal, pelas 9h30.

Este debate acompanha o lançamento do guia de consumo de pescado da WWF para Portugal e para mais 10 países europeus, no contexto do projeto Fish Forward, que apresenta as recomendações da organização para o consumo responsável de peixe e marisco – Diversidade, Tamanho e Rotulagem são as mensagens chave às quais a WWF junta uma lista de espécies mais consumidas em Portugal atribuindo um código de cor (azul, verde, amarelo e vermelho) para que os consumidores façam as melhores escolhas sem complicações.

A mesa redonda junta vários especialistas para debater o tema e será encerrada por um representante da Secretaria de Estado das pescas.

Programa da Mesa Redonda:

9h 30– Receção dos participantes

10h – Abertura – Maria João Carmo da EHT Setúbal, Maria das Dores Meira, Presidente da Câmara Municipal de Setúbal e Ângela Morgado da WWF.

– 10.30h – Mesa redonda ‘O consumo sustentável de pescado em Portugal’ com Debate / perguntas e respostas

Que contará com a presença de várias representantes de entidades que de alguma forma estão ligados ao sector, como Ana Paula Queiroga, da Docapesca, Carlos Pratas, da Bivalmar, Gonçalo Carvalho, da PONG-Pesca, João Pereira, da DGRM, Laura Rodriguez, da Marine Stewardship Council, Narcisa Bandarra, do IPMA, Paula Bollinger, do blog ‘EntreColheradas’, Antonieta Duarte, DECO, Vasco Alves, Chef da Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal, Rita Sá, do Projecto Fish Forward da WWF e Henrique João Santos , Presidente da Associação de Comerciantes do Mercado do Livramento em Setúbal.

– 12h30 – Encerramento

Durante o evento a WWF distribuirá alguns Guias para consumo de pescado ‘Histórias por detrás do seu prato’ e terá ainda presente a instalação ‘Nem tudo o que vem à rede é peixe para comer. Há muitas histórias por detrás do seu prato’: um barco com três secções que constituem a base das recomendações da WWF presentes no guia – ‘o tamanho conta, há mais peixe no mar e as etiquetas são nossas amigas’ (tamanho, diversidade e rotulagem).

CONFIRMAÇÕES até dia 23 de Novembro para: agamaramires@wwfmedpo.org

logo-header8“February 23, 2017
Best Western Plus Dartmouth Hotel & Suites
15 Spectacle Lake Drive Dartmouth, NS

Come join us for the 24th Annual Fishermen and Scientists Research Society Conference and Annual General Meeting!

Co-operative research and contributing to sustainable fisheries are part of our mission and we hope that you can join us to learn how we can all help our coastal communities.”

Consultar agenda aqui.

Mais informações aqui.

Fonte: Fisherman and Scientists Research Society

Publicado por: pongpesca | 2016/11/18

IPNLF push for change in the Atlantic

fish4ever-image-azores-w3002x“The Atlantic Ocean is home to a number of one-by-one fisheries, including pole-and-line fisheries in the Azores, Brazil, Senegal, South Africa, St Helena, and Spain. The success and future of these fisheries and fishing communities relies heavily on responsible international management as the stocks are highly migratory. This week, fisheries managers from more than 50 countries will meet in Vilamoura, Portugal to decide on management measures for tuna fisheries in this region. The International Commission for the Conservation of Atlantic Tunas (ICCAT) convenes today, and IPNLF is there for the first time as an official Observer organization.”

Ver artigo completo aqui.

Ver declaração completa aqui.

Fonte: IPNLF – 14 de novembro de 2016

“The global ocean economy is estimated at €1.3 trillion. vellaClimate change, poverty and food security are some of the global challenges that can be effectively addressed, if oceans are better protected and sustainably managed.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: European Commission – 10 de novembro de 2016

aquicultura-cartaz_pong-16

Face à crescente procura de pescado e produtos da pesca para alimentação humana, torna-se necessário encontrar alternativas sustentáveis que consigam responder às necessidades sem colocar em risco os recursos que se apresentam frágeis. A aquicultura é, cada vez mais, apontada como alternativa e é considerada como eixo estratégico para o desenvolvimento da economia do mar em Portugal. No entanto, o desenvolvimento da aquicultura levanta várias questões, nomeadamente sobre a integração com os restantes usos do meio marinho e costeiro, mas também sobre os possíveis impactos ambientais, económico e sociais. A Plataforma das Organizações Não Governamentais para a Pesca – PONG-Pesca, focada no desenvolvimento sustentável, pretende com esta iniciativa promover o debate sobre o estado e o futuro da aquicultura em Portugal.

Evento “Aquicultura sustentável: desafios e oportunidades” com a exibição do documentário “Filet Oh Fish – Peixe: Cultivo em Águas Turbulentas” seguido de debate, no Auditório do Centro de Informação Urbana de Lisboa, no Picoas Plaza, Lisboa (localização), no próximo dia 28 de Novembro, às 17:00.

Mais informações aqui.

A inscrição é gratuita mas obrigatória aqui.

unnamed-15

unnamed-16

Ver mais informações aqui.

Fonte: Docapesca – 15 de novembro de 2016

Publicado por: pongpesca | 2016/11/16

Campanha Limpa (a) Fundo 2016 – Inscrições abertas!

campanha-limpa-a-fundo_2016

“Estão abertas as inscrições para a edição de 2016 da Campanha Limpa (A) Fundo, que decorrerá no dia 19 de Novembro, no Porto da Horta, no Cais Comercial, junto à rampa de varagem, pelas 10:00h.

No dia 16 de Novembro assinala-se o Dia Nacional do Mar e o OMA e a APEDA juntam-se assim, posteriormente, às comemorações que decorrem por todo o país.

À semelhança das edições anteriores, esta campanha está uma vez mais inserida na iniciativa “Clean Up the World” (www.cleanuptheworld.org) e também na Semana Europeia dos Resíduos (www.ewwr.eu).

As inscrições estão abertas até ao dia 17 de Novembro, para voluntários para as equipas de mergulho (escafandro e apneia) e de terra, e podem ser feitas por email: carladamaso@oma.pt, mariajoana@oma.pt ou por telefone: 292 292 140.

Contamos com a vossa colaboração.

Participe nesta iniciativa e torne o Mar mais limpo!”

Fonte: OMA – 9 de novembro de 2016

fish_-_deep_sea_-_red_seabream_-_commons_wikimedia_copyrights_miya“Seas at Risk, The DSCC and Bloom are disappointed by the decisions on fishing limits for deep-sea fish stocks taken by the Fisheries’ Council of Ministers yesterday evening. Ministers did reduce the total allowable catch for most of the deep-sea stocks but this decision will not stop overfishing. Most of the quotas are set well above the levels recommended by the scientific community to achieve sustainable fishing and will consequently allow continued overfishing of vulnerable deep-sea species.”

Ver comunicado completo aqui.

Ver comunicado oficial do Conselho aqui.

Fonte: Seas at Risk – 15 de novembro de 2016

Ver artigos relacionados aqui e aqui.

Publicado por: pongpesca | 2016/11/15

Management works – the benefits of ending overfishing

poseidon-logo“This Poseidon report was commissioned by The Pew Charitable Trusts as part of its ongoing campaign to end overfishing in the waters of north-western Europe. The European Union Common Fisheries Policy has committed to ensuring fishing occurs at sustainable levels – the Maximum Sustainable Yield (MSY) – by 2015 where possible and for all stocks by 2020. This report highlights examples where fisheries management has worked to end overfishing, and showcases the resulting benefits, using a case study approach for five fish stocks: haddock in the North Sea, plaice in the Eastern English Channel, horse mackerel in Atlantic Iberian waters, herring in the North Sea, and nephrops in Skagerrak and Kattegat. These examples show that well-managed fisheries lead to healthy fish stocks and result in a cascade of positive outcomes, including increased income to fishers and reduced impacts on the wider environment. Other benefits relate to improved efficiency: as fish stocks recover from overfishing, the time and fishing effort required to catch the same amount of fish (catch per unit effort [CPUE]) reduces.”

Ver relatório completo aqui.

Fonte: Poseidon – 10 de novembro de 2016

 

oceana_exploitation_and_status_of_european_stocks_2016“As capturas de peixes nas águas da UE poderiam aumentar em 57% caso os recursos piscícolas fossem explorados de forma sustentável e fossem estipulados de acordo com os pareceres científicos, segundo uma nova pesquisa publicada hoje pela Oceana. O estudo foi conduzido pelo reconhecido especialista em pescas, Dr. Rainer Froese, no Centro GEOMAR Helmholtz para a Pesquisa dos Oceanos em Kiel, na Alemanha, e oferece a visão mais abrangente, até à data, acerca da pesca excessiva nos recursos piscícolas europeus, analisando 397 unidades populacionais comparativamente às cerca de 150 monitoradas pela Comissão Europeia. ”

Ver comunicado completo aqui.

Ver comunicado em inglês aqui.

Ver documentos relacionados aqui e aqui.

Fonte: Oceana – 14 de novembro de 2016

Publicado por: pongpesca | 2016/11/14

Infolota – Setembro & Outubro 2016

unnamed

Pode consultar o último número da newsletter da Docapesca aqui.

Ver edições anteriores aqui e aqui.

Fonte: Docapesca –  8 de novembro de 2016

Publicado por: pongpesca | 2016/11/11

Fishery showcase: the Azores – Adam Baske

untitled-3-w800h360

“IPNLF’s Adam Baske recently visited the Azores, home to an exemplary one-by-one tuna fishery and supplier to our Member FiSH 4 EVER. Learn more about their fantastic observer programme and the benefits this fishery bring to the local community.”

Ver reportagem completa aqui.

Fonte: IPNLF – 3 de novembro de 2016

deep-sea-mining

“Marine scientists at the University of California Santa Barbara’s Benioff Ocean Initiative have developed a web-based tool, Deep Sea Mining Watch, to allow anyone to watch vessels engaged in deep sea mining activities from anywhere in the world.”

Ler artigo completo aqui.

Fonte: Mongabay WildTech – 13 de outubro de 2016

book-cover-396x512“Daniel Pauly has built his career as a fisheries biologist out of tracking down the numbers that reflect the true health of the marine ecosystem. From early on, he could see that the picture was quite a bit bleaker than what the data from the Food and Agriculture Organization’s (FAO) State of the World’s Fisheries and Aquaculture bear out.

Critical pieces, such as the numbers characterizing the subsistence fishing that anchors the diets of coastal communities in the developing world, were missing. And he noticed that as more stocks have become overfished, we’ve come to accept these depleted populations as the new normal. Pauly calls that a “shifting baseline,” and it’s become a signature issue for him.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Mongabay – 3 de novembro de 2016

unnamed-13

unnamed-14

Ver mais informações aqui.

Fonte: Docapesca – 8 de novembro de 2016

Publicado por: pongpesca | 2016/11/08

Hillary Clinton Reveals What She Will Do for the Ocean

praiaIn response to a letter sent by 115 ocean leaders to the leading presidential candidates, Secretary Clinton has released a two-page response on what she will do to protect our coast and ocean. With just over two months until the election this marks the first time in the campaign where a candidate has fully addressed the daunting issues confronting America’s public seas.”

Ler artigo completo aqui.

Mais informações aqui.

Fonte: Blue Frontier – 29 de agosto de 2016

Publicado por: pongpesca | 2016/11/04

Seas At Risk newsletter October 2016

unnamed

Pode consultar o último número da newsletter da Seas At Risk aqui.

Consultar números anteriores aqui.

Fonte: Seas At Risk – 26 de outubro de 2016

Publicado por: pongpesca | 2016/11/04

ICES Newsletter November 2016

Pode consultar o último número da newsletter do CIEM/ICES aqui.ICES

Consultar números anteriores aqui.

Fonte: CIEM/ICES

global fishing watch globe.pngThe non-profit, created by sea conservation group Oceana, environmental satellite imaging non-profit SkyTruth, and Google, identifies fishing boats by analyzing Automatic Identification Signals (AIS). It analyzes the movement of vessels to predict when they are fishing.

Ler artigo completo aqui.

Fonte: Business Insider – 01 de novembro de 2016

Publicado por: pongpesca | 2016/11/03

Commission proposes 2017 quotas

leguilv2977The European Commission has presented its proposal for 2017 fishing quotas in preparation for the December Fisheries Council, where Member States will negotiate Total Allowable Catches (TAC) in the Atlantic and North Sea.

Ver artigo completo aqui.

Fonte: World Fishing & Aquaculture – 31 de outubro de 2016

unnamed-11unnamed-12

Ver mais informações aqui.

Fonte: Docapesca – 31 de outubro de 2016

unnamed

“Academia das Ciências de Lisboa | 16 novembro, 9:00 – 13:15

O Joint Research Centre da Comissão Europeia (DG JRC), a European Academies’Science Advisory Council (EASAC), a Academia das Ciências de Lisboa (ACL) e a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) vão organizar um evento nacional para promoção do relatório ‘Marine sustainability in an age of changing oceans and seas’.

Esta iniciativa será replicada em vários Estados-Membros e Estados-Associados sendo a Academia das Ciências de Lisboa, em Portugal, a acolher este evento após o lançamento oficial do relatório conjunto produzido pelo JRC e a EASAC.

O relatório explora vários aspetos chave do desenvolvimento sustentável dos oceanos e mares e evidencia os desafios científicos subjacentes e apresenta ainda uma série de recomendações para apoio ao desenvolvimento de políticas.

O evento terá lugar no dia 16 de novembro no auditório da Academia das Ciências de Lisboa, das 9h00 às 13h15, seguido de um almoço para networking.

Para além do JRC, da EASAC, da ACL e da FCT estarão também presentes membros do Parlamento Europeu e atores relevantes do sistema cientifico, tecnológico e politico nacionais.”

Consultar programa aqui.

Inscrições aqui.

Mais informações aqui.

 

image_xlarge“Securing our need for food has become a major threat to the environment, driving increased emissions and over-exploitation of natural resources such as water, soil and fish. Our health and well-being have also been affected. Ensuring nutritious food for all in a fair and environmentally sound way has become a societal, economic and policy challenge across the world. A shared understanding of the food system and the roles different actors — policy makers, producers and other stakeholders in the food supply-chain — play will be crucial to a sustainable future, according to a new European Environment Agency report published today.”

Ver artigo completo aqui.

Ver relatório completo aqui.

Fonte: European Environmental Agency – 20 de outubro de 2016

Publicado por: pongpesca | 2016/10/28

info.mutua – set-out 2016

logo_mutua-3Ver esta edição aqui.

Ver edições anteriores aqui.

Fonte: Mútua dos Pescadores – 20 de outubro de 2016

Logo Comissão Europeia“Today the Commission is presenting its proposal on fishing quotas for next year in the Atlantic and the North Sea. This is the annual scheme for the amount of fish which can be caught by European Union fishermen from the main commercial fish stocks next year, also referred to as Total Allowable Catches (TACs). On the basis of the scientific advice received, the Commission proposes to maintain or increase the current fishing quotas for 42 stocks which are in good health, and reduce catches for 28 stocks which are faring poorly.”

Ver comunicado completo aqui.

Fonte: Comissão Europeia – 27 de outubro de 2016

Ver artigo relacionado aqui.

unnamed

unnamed-10

 

Ver mais informações aqui.

Fonte: Docapesca – 25 de outubro de 2016

20161024_carta-para-ministra-do-mar_tac2017_final_pag1de220161024_carta-para-ministra-do-mar_tac2017_final_pag2de2

As 8 organizações que constituem a PONG-Pesca, em conjunto com duas organizações internacionais da conservação marinha, enviaram hoje – 24 de outubro de 2016 – uma carta à Ministra Ana Paula Vitorino a pedir que se comprometa a acabar com a sobrepesca já em 2017, assegurando Totais Admissíveis de Capturas (TAC) que não excedam os pareceres científicos.

A 12 e 13 de dezembro, a Ministra do Mar reunir-se-á com os seus homólogos para tomar uma decisão referente aos limites de pesca de unidades populacionais de peixe no Oceano Atlântico e águas adjacentes. A sua decisão será tomada no contexto da Política Comum das Pescas (PCP) reformada, a qual obriga, tanto quanto possível, a acabar com a sobrepesca até 2015 e, numa base evolutiva e gradual, o mais tardar até 2020, para todas as unidades populacionais. Assim, as ONG solicitam à Ministra que assuma o compromisso inequívoco que da sua parte irá fazer todos os possíveis para que se façam progressos claros e mensuráveis para alcançar os objetivos da PCP durante as reuniões do Conselho sobre oportunidades de pesca para 2017, e que fará este esforço em particular para os stocks que são mais relevantes para Portugal.

Versões similares da carta foram enviadas por outras organizações ambientais a vários Ministros Europeus das Pescas.

Consultar carta aqui.

Ver artigos relacionados aqui e aqui.

“BirdLife Internbl-high-seasational has presented a proposal to create a new Marine Protected Area (MPA) under OSPAR, the Convention for the Protection of the Marine Environment of the North-East Atlantic. If accepted by OSPAR, the MPA will be the first of its kind to be identified using seabird data as the principle data source, and will fill an important gap in the global network of protected areas. “

Ver mais informação aqui.

Fonte: BirdLife International  – 17 de outubro de 2016

fisheries“Marine fisheries have been estimated to support the livelihoods of 10 to 12 percent of the world’s population and generate an average of $100 billion in revenue every year. But global fisheries are facing a number of challenges: changes in markets, demographics, and over-exploitation will significantly impact global fisheries in the near future, while climate change is expected to pose a major challenge over the longer term.”

Ver artigo completo aqui.

Fonte: Pacific Standard  – 19 de outubro de 2016

Older Posts »

Categorias

%d bloggers like this: